3 Dúvidas Frequentes sobre Terapia de Casal


A Terapia de Casal ou Psicoterapia de Casal ainda é compreendida como um grande tabu para muitas pessoas. Geralmente os casais decidem procurar este serviço psicológico quando já não veem outra saída a não ser esta, antes do fim do relacionamento. Ainda assim, este é um dos serviços da Psicologia que mais crescem nos últimos tempos, e podemos associar a alta na frequência da procura ao aumento significativo dos divórcios a partir da eclosão da pandemia de Covid-19.




Diante disso, elegemos 3 dentre as dúvidas que as pessoas nos apresentam com frequência quando buscam informações sobre Terapia de casal:


1. Quando a Terapia de Casal é indicada?


A Terapia de Casal é uma modalidade de serviço que pode ser oferecida por profissionais da Psicologia com a finalidade de facilitar a comunicação e a compreensão mútua ampliando a conexão do casal. Diante disso, é comum que as pessoas procurem Terapia de Casal para:


- Mediar conflitos inter-relacionais

- Melhorar a compreensão no diálogo

- Compreender as diferenças entre as pessoas que compõem o casal

- Desenvolver recursos para gerenciar tarefas diárias em conjunto

- Construir planos e objetivos de casal

- Lidar com dificuldades sexuais

- Superar uma traição

- Lidar com os ciúmes

- Decidir ter ou não filhos

- Refletir sobre a viabilidade de uma relacionamento aberto

- Construir contratos e combinados sobre a relação do casal

- Conseguir terminar o relacionamento de forma amistosa


Percebam que quando há questões que envolvem sentimentos, pensamentos e comportamentos que dizem respeito ao relacionamento do casal, a Terapia de Casal pode ser considerada uma possibilidade. No entanto, quando as questões envolvem processos da relação da pessoa consigo mesma, seus processos e projetos pessoais, o serviço mais indicado seria a Psicoterapia Individual.


Mais um ponto importante grifar aqui, é que o casal não precisa estar em franco campo de batalha para procurar psicoterapia. O processo de restauração das condições de comunicação e compreensão mutua podem ser facilitados antes dos conflitos inflamarem.


2. O que fazer quando o cônjuge não quer fazer terapia de casal?


Esta talvez seja a ligação mais comum que recebemos, quando um membro do casal gostaria de fazer a terapia de casal e o outro não sente esta necessidade. Alguns dos motivos que podem levar um dos cônjuges a não querer fazer Terapia de Casal são:


- Não acreditar que a terapia de casal funciona

- Medo de ser responsabilizado pela dificuldade do casal

- Receio de expor sentimentos e situações íntimas para uma pessoa estranha

- Medo que a terapia leve ao fim do relacionamento


Então reconhecer o que faz com que a pessoa não queira a terapia de casal e conversar abertamente sobre isso, pode ajudar o casal a chegar em um consenso. Inclusive, uma conversa inicial com o psicólogo pode ajudar a sanar as dúvidas, dirimir as distorções e construir confiança no profissional que pode oferecer o serviço ao casal.


Porém, quando um dos membros define que não quer participar terapia de casal, de fato este serviço não é viável. Nestas situações, a pessoa que deseja a terapia pode optar pela psicoterapia individual e aproveitar este espaço de escuta para compreender sua relação, ampliar percepções e transformar atitudes que podem trazer melhorias para a relação e/ou levar a escolhas individuais em busca de autorrealização.


3. Casais de namorados podem fazer Terapia de Casal?


Algumas pessoas perguntam: há quanto tempo o casal precisa estar casado para fazer terapia de casal? Na verdade, a Terapia de Casal não está condicionada ao casamento, ela pode fazer sentido desde as etapas de construção da relação, como o namoro, por exemplo.


O namoro é a fase em que as pessoas estão se conhecendo para além das aparências, quando entramos em contato pelas primeiras vezes com os anseios, medos, características pessoais, expectativas e sonhos um do outro. Também é quando ensaiamos nossas primeiras tentativas de comunicação e quando alguns combinados, explícitos ou não, são traçados. Percebem por que esta é uma fase em que a Terapia de Casal pode ser bem-vinda? Nesta fase, ter um espaço de comunicação franca e aberta sobre a relação de casal pode facilitar a construção de laços e recursos de comunicação com consideração, compreensão empática e autenticidade que fazem toda a diferença para a qualidade da relação.




Além disso, há situações em que o casal pode identificar a presença de ciúmes, inseguranças e comportamentos que sentem necessidade de ajuda para conversar. O contexto da Terapia de Casal pode se tornar um ambiente seguro para apresentar sentimentos, que embora ainda estejam confusos, possam ter sua expressão traduzida para uma melhor compreensão mútua.


Então, se você tem desejo de fazer Terapia de Casal, mas ainda tem algum receio preste atenção nestes 3 pontos:


A) A maioria dos casais briga por conexão. Isso mesmo, nem todo conflito é para levar ao fim, pelo contrário, muitas situações de desentendimento e conflito acontecem porque ambos desejam se sentir conectados com seus parceiros e parceiras, mas geralmente estão partindo de perspectivas diferentes e até divergentes. A Terapia de Casal pode ajudar a desenvolver recursos mais assertivos para estabelecer conexão.

B) Expressar nossas dores e angústias não é um perigo para o relacionamento. O perigo pode estar na forma de expressão, mas quando desenvolvemos recursos para apresentar o que sentimos respeitando o outro e nos disponibilizamos sinceramente para ouvir os sentimentos da outra pessoa, ampliamos as possibilidades de restabelecer o dialogo e a conexão afetiva.

C) A Terapia de casal não é um julgamento. Pode até parecer impossível, mas além dos dois pontos de vista opostos em que o casal se encontra em muitos momentos, há outras perspectivas de compreensão que podem acolher as intenções e necessidades de ambos e desenvolver formas de cuidado mútuo. O terapeuta de Casal não estabelece alianças com uma das perspectivas, ao contrário disso, busca ativamente, formas de encontrar outras perspectivas de compreensão junto com o casal.




Se você desejar conversar com uma das psicólogas da nossa equipe para saber mais sobre Terapia de Casal, clique aqui! Vocês não precisam passar pelas adversidades da vida sozinhos.


Obrigada por acompanhar a leitura até aqui! Nos vemos no próximo Blog!



Maira Flôr

Psicóloga

CRP 12/08932

(48) 99642-9889

Destaques
Recentes
Arquivados
Procure por Tags
Nos Acompanhe
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon