O que será do amanhã?


Você está com aquela sensação de que o ano está acabando? Pois é! Nós estamos. E motivos não faltam para estarmos sentindo isso, não é mesmo? É comum chegarmos nessa época do ano sensibilizados pelo clima natalino, atraídos pela Black Friday e atropelado pela chegada último mês do ano. Afinal, parece que foi ontem que demos boas vindas a 2019. Mas o que será que nos espera em 2020?


Podemos até arriscar algumas previsões. Algumas possibilidades parecem tão óbvias, não é? E, muitas das vezes, são. Mas isto não pode nos fazer esquecer que enquanto elas não são concretizadas, serão apenas previsões. Então, que tal deixarmos de lado a preocupação com o futuro e aproveitar as vivências que tivemos esse ano, para projetar como viveremos as artimanhas da vida em 2020?


O que mais nos chamou atenção em 2019 foi o fato de que a influência dos avanços tecnológicos e seus efeitos, positivos ou não, passaram a fazer parte do nosso dia a dia. Você percebeu isto? É cada vez maior o número de pessoas que estão tomando consciência da revolução tecnológica que estamos vivendo, apesar de ainda estarmos longe de conseguirmos o acesso amplo, geral e irrestrito, e de estarmos vivendo tudo isso em meio a contradições do tipo: desastres naturais, crimes ambientais, assassinatos em massa e realidades de extrema pobreza.


Hoje não ficamos mais tão surpresos quando ouvimos uma notícia sobre o quanto a tecnologia 3D, células tronco, genética e destreza milimétrica da robótica, deu lugar a uma medicina capaz de realizar cirurgias a distância, a criar tecidos e órgãos artificiais, rever adoecimentos futuros e produzir vacinas contra adoecimentos sem cura. Os avanços estão tão intensos que já estão falando da medicina por evidência ser substituída por uma medicina de precisão.


É fantástico descobrir que a fusão e a fissão nuclear a frio estão produzindo energia limpa, que associados ao biocombustível podem extinguir o uso dos combustíveis fósseis e reduzir a degradação natural. E tudo isso sem falarmos das supercapacidades dos processadores de computadores, dos óculos de realidade aumentada, dos carros elétricos e autônomos e das assistentes de inteligência artificial que prometem facilitar nossa vida doméstica.


Pois é, a aceleração de processos é um fato! Assim como é um fato a necessidade de atualizarmos as nossas compreensões e aumentar a consciência sobre a realidade da nossa espécie e das nossas possibilidades.


Isto quer dizer que é bem possível que em 2020 precisaremos usar muitos produtos que não conhecemos, trabalharemos em projetos que ainda não foram pensados, assim como novas descobertas científicas e conhecimentos estarão disponíveis na web para serem acessados, sem que você precise de um professor para fazê-lo. É claro que estas mudanças todas afetarão a forma de nos relacionarmos uns com os outros. E, em uma hora como essa, todo cuidado é pouco.


Sabe o que isso quer dizer? Que em 2020 estaremos mais necessitados de relações que sejam regidas pelo respeito ao humano e mais próximos da importância que o perfil das relações humanas tem para o desenvolvimento da humanidade. É hora de usarmos a imprevisibilidade do futuro para aprimorar nossa visão sobre o funcionamento humano e lapidar uma postura mais consideradora, empática e autêntica com o outro.


Que em 2020 o nosso lema seja cuidar cada vez mais do humano que existe em cada um de nós, criando saídas inovadoras para nossos desafios e dificuldades! Mas para isso se tornar realidade no futuro será preciso começar por você. Fique atento!


Atualize-se: leia, pesquise, cheque a veracidade das informações que você consome. Os conhecimentos estão disponíveis em meio a todo tipo de informação. Seja um pesquisador criterioso das suas fontes de informação e só compartilhe as que passou por um crivo de credibilidade.


Foque: Não se deixe levar pelas distrações, brincadeiras e sacadas criativas que te arrancam sorrisos, mas que, na verdade, não te acrescentam nada. Isto mesmo, estamos falando dos posts, séries, pequenos textos e conversas que são verdadeiros distratores da nossa atenção. É claro que eles são bem-vindos nos momentos apropriados para o relaxamento, mas só nesses momentos.


Relacione-se: percepções compartilhadas, expressões de sentimentos, contato humano, podem ser mais ricos do que você imagina. Informações estão acessíveis para todos, mas relações verdadeiras e conexões humanas trazem um tipo de aprendizagem que nenhuma informação traz sozinha. As relações têm o poder de despertar seu potencial para utilizar os avanços tecnológicos e informações disponíveis.


Sim, 2020 está aí! E se você quer viver uma mudança e terminar o próximo ano com a sensação de ter crescido e se desenvolvido na vida pessoal ou profissional esses pontos podem te ajudar.


Estaremos por aqui, projetando um 2020 que contribua para o desenvolvimento de nós todos. Será um prazer ter você na nossa rede de relações no próximo ano. Conte conosco para crescermos juntos!

Maira Flôr Anita Bacellar

Psicóloga Responsável Técnica

Destaques
Recentes