A sua saúde mental está em riscos? Saiba como superá-los!


Janeiro Branco está próximo ao fim. Dentro de poucos dias não receberemos mais os posts que nos fazem lembrar que saúde mental é vida. E sabem o que isso quer dizer? Que daqui para frente teremos que fazer isso sozinhos se quisermos prevenir adoecimentos mentais, sejam eles graves ou leves. Você está preparado para fazer isso por você?


Esta pergunta talvez não seja tão fácil de responder como parece, porque apesar de sermos os únicos seres da natureza capazes de ter consciência da nossa própria existência, passamos a maior parte do nosso tempo tão atentos aos nossos afazeres do dia a dia, que sabemos pouco sobre quem somos, o que sentimos, quais as nossas necessidades e o que precisamos fazer para resolver nossas dificuldades psicológicas.


É assim que, aos poucos e sem perceber, nos tornamos uma pessoa que:


- come e/ou dorme demais ou de menos;

- usa indevidamente a internet e as redes sociais;

- convive com uma tristeza excessiva;

- fica sem motivação para as atividades diárias;

- consome ou compra demais;

- usa indevidamente álcool e outras drogas;

- tem o pensamento acelerado e/ou

- uma irritabilidade absurda.


Algumas vezes, nos esforçamos para acreditar que sabemos o que estamos fazendo e que está tudo sob controle. Outras vezes, dizemos para nós mesmos: calma! Não se preocupe tanto assim, isso não passa de uma bobagem da cabeça que passará com o tempo. Mas, poucas são as vezes em que consideramos que essas circunstâncias podem ser um sinal de que a nossa saúde mental está abalada e precisando de cuidado.


E se esses sinais estiverem associados a:


- Mudanças de fase de vida, tais como entrada na escola, adolescência, maternidade/paternidade, menopausa, envelhecimento, aposentadoria, entre outros;

- Dificuldades nas relações afetivas, familiares, sociais e de trabalho;

- Dificuldades financeiras, desemprego;

- Doenças crônicas, fatores infecciosos, fatores genéticos;

- Perda de entes queridos e

- Traumas.


Aumentamos muito, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os riscos de termos problemas com a nossa saúde mental.


Por isso, precisamos ficar atentos! Com saúde mental não se brinca. Não deixe que um corpo admirável, uma finança equilibrada ou qualquer outra coisa que desconsidere esses sinais, seja mais importante do que a sua capacidade de higienizar os seus pensamentos e de cuidar dos seus estados emocionais. Somente esse cuidado será capaz de promover uma saúde mental que se abra para concretizar sonhos e realizações pessoais.



Por isso, nunca deixe de se perguntar: o que preciso fazer para cuidar bem da minha saúde mental?

E nós podemos lhe ajudar a encontrar algumas respostas. Quer saber como?


  1. Use a sua capacidade de autorreflexão a favor de si mesmo: ela o ajudará a ter consciência das necessidades do seu corpo, das suas emoções e dos seus pensamentos. No início pode ser difícil, mas não desista. Essa consciência de si será a sua maior aliada nessa busca. Mas, cuidado! Não confunda um foco em você mesmo para avaliar as próprias ideias e sentimentos com introspecção e defesa dos seus velhos hábitos.

  2. Identifique as suas necessidades físicas, emocionais e sociais: A autorreflexão somada à autopercepção lhe ajudará a identificar o que você precisa fazer por você para garantir o cuidado físico, emocional e relacional. A forma como as pessoas o veem, e o que elas despertam em você, será um bom guia para você descobrir como está a sua saúde mental e o que precisa fazer para melhorar.

  3. Desenvolva a sua capacidade de superar as dificuldades: Agora que você já sabe o que precisa fazer, encontre formas de superar suas dificuldades. Mude sua atitude sempre que for necessário para garantir seu bem-estar. Rigidez não resolve seus problemas. E se você sentir dificuldade em encontrar as respostas ou precisar da ajuda de alguém para superá-las, conte com as pessoas que você escolheu para compartilhar a vida com você, sejam elas família, parceiros ou amigos.


E se, ainda assim, você reconhecer que não está conseguindo, não desanime! Você pode recorrer a profissionais preparados para ajudar no resgate e na promoção da sua saúde mental. Nossa equipe está preparada para construir essa caminhada com você!



Leia mais:

"A vida existe para fazer sentido"


"Depressão: do mundo colorido aos diferentes tons de cinza"


Maira Flôr Anita Bacellar

Psicóloga Responsável Técnica

Destaques
Recentes
Arquivados
Procure por Tags
Nos Acompanhe
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© Espaço Viver 2014. Todos os direitos reservados.

Localização

Endereço

Rua Fritz Müller, nº 50, Salas 601 e 602 Coqueiros - Florianópolis/SC

Telefones

(48) 3039 0907 | (48) 99642 9889

E-mail

contato@espacoviverpsicologia.com

Facebook