10 dicas do que fazer com as crianças nas férias

Todos os anos os pais vivem as esperadas férias escolares! Às vezes mais esperadas pelas crianças do que pelos pais que continuam trabalhando. Então, vamos descobrir como viver esse período de um jeito proveitoso para todos?



Depois de sobrevivermos ao ano e mais uma fase da escola ser cumprida, chegaram as férias! Pelo menos para as crianças! Hehe! Por incrível que pareça, esse é um período muito importante para o desenvolvimento dos pequenos, afinal é quando consolidam tudo o que foi desenvolvido ao longo do ano. Mas isso não precisa ser sinônimo de mais trabalho para os pais, não é mesmo? Pode, sim, ser um período leve e gostoso para todos.


Bem, mas além das crianças não virem com manuais, também não fazemos cursos para sermos pais. Desenvolvemos nosso jeito de ser pais enquanto vivemos com nossos filhos. Por isso, ter uma luz sobre a infância pode sempre dar uma ajudinha na expressão dos nossos sentimentos e do que queremos colocar em prática na convivência com eles.

Para isso separamos este artigo em duas partes:


- 10 dicas para os pais em período de férias escolares.

- 10 ideias do que fazer com as crianças nas férias que podem contribuir para o seu desenvolvimento.


Vamos lá?


10 dicas para os pais em período de férias escolares


1. Primeiro de tudo: as férias, mesmo que sejam só do seu filho, é um período da sua vida também! Isto quer dizer que existe para você relaxar e curtir. É importante que seja um momento em que você também aproveite.


2. Liberte-se da culpa! Cuidar do desenvolvimento de uma pessoa é uma responsabilidade grande e muitas vezes traz culpas que machucam e atrapalham tudo. A ideia de ser mãe e pai "perfeitos" não é real, principalmente se seu ideal for ter crianças contidas, já que é nas férias que as crianças colocam em prática o que desenvolveram ao longo do ano, elas precisam de liberdade para ser e você também!


3. Falando em liberdade, libere sua criatividade! Nas férias a rotina se torna mais flexível e os dias podem ser diferentes daqueles horários para cumprir com as aulas e cursos da criança. Isso dá espaço para que você também possa remexer seu cérebro e deixar ele brincar com as múltiplas possibilidades de fazer um dia acontecer.



4. Quantidade x qualidade: se você continua trabalhando durante as férias do seu filho, essa é uma das coisas para não esquecer: foque no tempo de qualidade! Isto mesmo, o que vai ficar marcado serão os momentos de inteireza, verdade, interação e presença.




5. Caso você passe o dia fora ou trabalhando em casa, a ligação entre vocês pode continuar mesmo sem brincar juntos. Se você se liberar, possivelmente conseguirá estar por perto nos minutos de intervalo e, até mesmo, em ideias que podem ter programado antes de sair e em conversas e trocas quando voltar.


6. Dividir momentos com outros pais de confiança para as crianças terem outras interações e, assim, você também poder ter momentos seus. Rede de apoio é fundamental! Sociedades mais felizes são aquelas que compartilham cuidados. Férias são momentos de resgatar e fortalecer relações próximas.


7. Se seu filho tem dificuldades de aprendizagem, use as aprendizagens básicas da escola no dia a dia para fortalecer e não perder o ritmo: contagem, letras, raciocínio lógico, atividades motoras que envolvam equilíbrio, controle dos membros, lateralidade (direita e esquerda), psicomotricidade fina... Se ele possui acompanhamento do desenvolvimento converse com o profissional para planejarem juntos essas ideias!


8. Sinta o momento da sua família, existem necessidades de vocês que ninguém mais sabe e entende. Saber escutar o momento de cada um e o cenário que a família está vivendo é o melhor jeito de encontrar ideias e saídas de como viver esse período juntos. As ideias saem de dentro da família e não de verdades ou receitas de outras pessoas.


9. Seus filhos sentem mais do que entendem as palavras. Quando crianças nos guiamos por sensações, então, mais importante do que passar fórmulas do que é certo para o seu filho, viva o que você acredita com ele.


10. Lembre-se sempre do porquê você está ali com sua criança. As cobranças e a rotina podem fazer você se distrair do quanto aquele momento e aquela relação é importante para você.


10 ideias do que fazer com as crianças nas férias


Pronto! Agora que você está perto de você e do que este momento de férias significa, estamos prontos para brincar com as ideias sobre o que fazer com as crianças.


1. É uma família que gosta de ler? Que tal uma leitura em família? Para cada idade a leitura pode vir acompanhada de mais atividades como encenações ou conversas sobre os sentimentos e temas após a leitura.





2. Quem não gosta de uma sessão de cinema em casa com pipoca ou beliscos que a família ama? E além do filme também podem brincar depois como imitações, conversas expressivas sobre qual foi a cena preferida ou com qual personagem se identificaram.




3. Falando em expressar... essas ideias nunca saem de moda: desenhar, pintar, construções com sucata, montar peça de teatro, cantar, dançar! Ufa! Quantas ideias de uma só vez! A expressão livre em conjunto pode ser um momento de conexão surpreendente e sem parâmetros !


4. Já pensaram em ter uma horta caseira? Mesmo para quem mora em apartamento, existem diversas ideias de hortinhas; é uma forma de desenvolver cuidado, paciência, educação sustentável, contato com o natural e ainda ciências!


5. Já que falamos em plantar, que tal cozinhar? Na cozinha, além de desenvolverem-se aspectos referentes à autonomia, é possível ajudar com atividades da casa, explorar os sentidos, trabalho em equipe e experimentações gostosas, ou não! Uma “gororoba” pode gerar boas risadas.


6. Dia da faxina. O que vem na cabeça é “até parece que as crianças vão topar algo assim”. Concordo, com esse nome ninguém vai querer, mas se isso for uma brincadeira? E se virar uma gincana? E se puder limpar a casa vestido com uma roupa engraçada? Libere a criatividade!


7. Na mesma pegada do dia da faxina, no fim de ano geralmente fazemos aquela limpeza nos armários. Isso pode ser um momento propício para um desfile de moda ou a festa do ridículo, em que as roupas que não servem mais viram algo engraçado antes de ir para doação.


8. E que tal outros ares? Um passeio ecológico explorando a natureza ou, ainda, tour pela cidade contando histórias que já viveram juntos ou separados (pode ser dentro do carro mesmo). Sem contar que qualquer toalha em uma grama com algumas comidinhas vira um piquenique encantador para as crianças!


9. E a tecnologia não precisa ficar de fora! Fotos e vídeos brincando de youtubers podem ser muito divertidos e interativos com o mundo virtual mais do que presente para as crianças.


10. Por que não jogos? Os pais podem apresentar os seus da sua época e a criança os que mais gosta, sejam físicos ou virtuais. É um ótimo momento para entrar no mundo deles.



Bom… vou parar porque 10 foi o que combinamos, mas as ideias são infinitas! Espero que estas tenham inspirado vocês a encontrarem as suas melhores possibilidades!


Para finalizar, sabemos que apesar de muito gostosa de viver, a infância pode ser cheia de dúvidas e angústias. Ser mãe e pai é, sim, um desafio e pode trazer diversos sentimentos e nas férias eles podem ficar mais evidentes. Saiba que você não precisa estar sozinho neste momento, existem profissionais especializados para estar com você e te ajudarem a encontrar as saídas para sua família. O Atendimento a pais presencial ou on-line e o Atendimento psicológico infantil para sua criança podem te ajudar nessa caminhada.


Clique aqui e converse com uma de nossas psicólogas para conhecer mais e entender o que faz sentido para você.



Doralina Marcon

Psicóloga

CRP 12/10882

(48) 99642-9889 




Destaques
Recentes